logo mobile

Imprimir

Câmara abre consulta sobre reforma administrativa de Bolsonaro que destrói serviço público

.

A Federação convida todas as servidoras e os servidores dos Tribunais de Justiça do país, bem como seus familiares e amigos(as), a divulgar a consulta e votar “Discordo Totalmente” da proposta de ‘reforma’ Administrativa que acaba com a estabilidade no serviço público, entre outras coisas.
fenajud 241022

Está em aberto o prazo para que a população em geral opine a respeito da PEC nº 32/2020, Reforma Administrativa, em uma consulta pública. E a Fenajud – Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário nos Estados incentiva a participação de todas as servidoras e servidores do Poder Judiciário, bem como de seus familiares e amigos, a fim de demonstrar que a população é contrária a proposta que ataca o serviço público e seus trabalhadores. Clique aqui para votar na consulta pública sobre a PEC 32.

Entre outros impactos negativos, a proposta defendida pelo governo no Congresso acaba com a estabilidade no emprego do funcionalismo, permite a redução de salários, abre caminho para privatizações e até esquemas de corrupção via ‘rachadinha’ – quando um trabalhador contratado por indicação política passa a repassar parte de seus salários a quem o indicou. Também haverá redução de concursos públicos, perda de direitos como licença-prêmio, licença assiduidade ou outra licença decorrente de tempo de serviço, independentemente da denominação adotada, progressão ou promoção baseadas exclusivamente em tempo de serviço, dentre outros.

A Federação incentiva a participação de todas e todos para mostrar ao parlamento que a população não quer a destruição dos serviços públicos. O preenchimento leva menos de 2 minutos para votar “Discordo Totalmente”.




Fonte: Fenajud