logo mobile

Imprimir

Manifesto Carnaval Rebeldia: Ruas, Protestos e Alegria

.

manifesto-carnaval-rebeldia

 

A humanidade vive uma contradição decisiva. De um lado o conjunto do desenvolvimento da técnica, das forças produtivas, criou as condições para garantia de uma vida digna ao conjunto da humanidade, o que inclui a liberação do tempo dos seres humanos para o exercício de suas diversas potencialidades. Por outro lado, o modo produção capitalista reproduz, cotidianamente, uma desigualdade abissal, ao passo que avança para destruir completamente as condições de vida na Terra.

A luta política, cultural e social está frenética. Pois, o sistema capitalista potencializa guerras imperialistas, a barbárie e as forças de extrema direita, em nível global, que combinam a aplicação de um projeto neoliberal que eleva a exploração econômica do povo trabalhador e de opressão racista, misógina, lgbtfóbica , machista e contra os povos originários.

O Carnaval representa, historicamente, um momento, nas mais diversas comunidades onde é vivenciado, de “suspensão da ordem” e de questionamento das estruturas sociais. Uma alegria coletiva propicia à rebeldia popular contra diversas injustiças.

Para nós, Coletivos Culturais que inicialmente assinamos este Manifesto, o espírito de subversão do Carnaval Rebeldia, anuncia e convida para um Cortejo Protesto, onde tenha evidencia nossos diversos gritos, cores e lutas, na tentativa consciente de superação de todas relações de exploração e opressão, animando a construção coletiva de uma sociedade socialista, que um dia virá, concretizando a igualdade e a liberdade para a humanidade.

Aracaju/SE, 08 de janeiro de 2024.

Maracatu Baque Mulher - Aracaju
Afro Maria Tambô
Maracatu Asè d´Orí
Bloco Afrocultural Descidão dos Quilombolas
Bloco Filhos e Filhas de Marx
Bloco Siri na Lata - CUT

Fonte: CUT Sergipe