logo mobile

Imprimir

Nota: CUT cobra punição dos assassinos de Genivaldo de Umbaúba

.

A Central Única dos Trabalhadores (CUT/SE) presta solidariedade aos familiares de Genivaldo de Jesus Santos, de 38 anos, com sofrimento mental, residente do município de Umbaúba, que no último dia 25, após ter as pernas e mãos amarrados, foi colocado dentro da viatura da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e assassinado sob o efeito de um gás. A CUT denuncia que Genivaldo de Jesus é mais um homem negro morto em Sergipe pelas mãos da polícia.

cut 300522 adobe expressAs imagens que circulam nas redes sociais denunciando este assassinato cruel cometido por agentes da Polícia Rodoviária Federal provocaram choque, comoção, tristeza e revolta da população de Sergipe que na manhã de quinta-feira, dia 26 de maio, realizaram um protesto na BR 101 acusando a ação covarde da PRF e pedindo a punição dos agentes culpados pela execução do cidadão de Umbaúba.

Familiares registraram um Boletim de Ocorrência na delegacia de Umbaúba e a Policia Civil coletou o depoimento de testemunhas e registrou o caso. Em nota a PRF informou que foram usados: "instrumentos de menor potencial ofensivo para sua contenção". Mas a população que presenciou a violência praticada contra Genivaldo tentou avisar que o rapaz não iria resistir à tortura. A função da polícia é proteger a população e não disseminar medo e violência.

Desde o dia 25, dirigentes da Central Única dos Trabalhadores foram acionados e se somaram à população na construção da mobilização e protesto para denunciar este crime e cobrar das autoridades competentes uma resposta: até quando a polícia vai continuar matando a população e continuar impune?

Imagem: Reprodução



Fonte: CUT Sergipe